Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Incêndios florestais: Contribuição para o Aquecimento Global pode ser maior do que se pensava

Mäyjo, 03.03.14

A contribuição dos incêndios florestais para o Aquecimento Global pode ser maior do que se pensava, sugerem investigadores americanos num artigo publicado na revistaNature Communications.

Os cientistas do Alamos National Laboratory e da Michigan Technological University chegaram a esta conclusão num estudo levado a cabo no rescaldo do incêndio de Las Conchas, Novo México (EUA), que ocorreu em junho de 2011 e que foi o maior incêndio florestal registado até então naquele Estado.

Logo após a extinção do incêndio foi montado um sistema para recolher e analisar a composição e morfologia dos aerossóis (gases com partículas diminutas de substâncias sólidas ou líquidas em suspensão) libertados para a atmosfera pelo material fumegante.

Observou-se que as amostras recolhidas eram compostas fuligem e por esferas de piche (uma espécie de alcatrão) numa proporção de um para dez. Por outro lado, verificou-se que 96% das partículas de fuligem eram revestidas, total ou parcialmente, por substâncias orgânicas. Esta cobertura concentra a luz solar, aumentando a sua absorção, o que resulta no aquecimento da atmosfera.

Deste modo, ao invés de libertar para a atmosfera partículas de fuligem que absorvem luz solar e de carbono orgânico que a refletem, o incêndio de Las Conchas produziu partículas de fuligem com capacidade de absorção da luz solar aumentada e esferas de piche que produzem o mesmo efeito de aquecimento.

“A maioria dos modelos de avaliação climática encaram as emissões resultantes dos incêndios como uma mistura de fuligem pura e de aerossóis de carbono orgânico cujos efeito de aquecimento e arrefecimento (respetivamente) no clima se anulam”, explica Mavendra Dubey.

“No entanto, os resultados de Las Conchas mostram que as esferas de piche excedem 10 vezes a fuligem e que esta é revestida por [substâncias] orgânicas, resultando ambas num efeito de aquecimento mais intenso do que se assume atualmente”. 

E a investigadora conclui “O facto de estar a haver mais fogos e das Alterações Climáticas poderem aumentar a frequência dos fogos realçam a necessidade de incluir estas partículas especializadas nos modelos de computador, e os nossos resultados mostram como isto pode ser feito”.


Aceda ao artigo científico disponibilizado de forma gratuita aqui


Fontes: http://www.lanl.gov, http://www.sciencedaily.com e http://www.nature.com 

 

in: Naturlink